Home > E-maristes > Champagnat > Letters of Champagnat > Carta de Marcelino - 195

 


 



 


Social networking

Marist Brothers

RSS YouTube FaceBook Twitter

 

Today's picture

France: New provincial council of l'Hermitage: Mathaios Levantinos, Jaume Pares, Michel Morel, Pere Ferre, Provincial, Xavier Giné, Ramon Rúbies, Gabriel Villa-Real

Marist Brothers - Archive of pictures

Archive of pictures

 

Latest updates

 


Calls of the XXII General Chapter



FMSI


Archive of updates

 

Marist Calendar

22 July

Saint Mary Magdalene
1816: Marcellin Champagnat was ordained a priest in Lyons

Marist Calendar - July

Carta de Marcelino - 195

 

Br. Marcellin Champagnat
07/06/1838


In other languages
English  Español  Français  

Aproveitando a estada em Paris, o Padre Champagnat adquiriu vários objetos religiosos. Despachou-os para lHermitage, metidos em caixotes, onde deve ter colocado também esta carta de recomendações e conselhos.
Vê-se pela redação que tudo foi feito às pressas, sem maiores formalidades de estilo epistolar. Não há o vocativo no início e a terminação é brusca. Depois de assinar essas linhas é que se lembrou de mandar saudações aos Padres de lHermitage.
Dirige-se principalmente ao Irmão François, como a seu fac totum e no final, subitamente exorta a todos a confiarem em Deus.

Paris, 7 de junho de 1838.
Tome todo o cuidado possível com esses objetos que você recebeu, devidamente encaixotados. Eu não gostaria que o Irmão Stanislas instalasse logo o lustre que lhe enviei. Penso que é bonito demais para nós; mas, deixemos este caso para depois, quando decidiremos em conjunto.
Quanto às imagens, custaram uma nota!. Calcule aí uma soma bastante grossa de dinheiro para pagá-las. É importante deixá-las bem guardadas, na espera da decisão que juntos tomaremos sobre o destino delas.
O Ministro está pedindo Irmãos para Saint Pol (Pas-de-Calais). Você bem pode imaginar que não pensei duas vezes para lhe dar uma resposta definitiva, apesar de nossa situação. Não podia proceder de outra maneira, em razão das circunstâncias críticas em que nos encontramos.
Será preciso que liberemos alguns Irmãos a mais, pois Saint-Pol é uma vice-prefeitura de Departamento.
Dentro em breve, acho que vou saber o resultado de todas as nossas gestões. Já chegaram todos os documentos pedidos. O senhor Delbecque me confirmou que dentro de três dias o processo será levado ao conselho de Estado, o que significa um grande passo, mas não é tudo.
O senhor Sauzet segredou-me que no conselho há vários membros sectários de Voltaire que se apavoram com qualquer coisa, enxergam em toda parte padres se infiltrando.
Não há dúvida que temos de acreditar que estamos nas mãos de Jesus e de Maria. Peçam a Eles, queridos Irmãos, que seja feita a santa vontade de Deus e procuremos querer somente aquilo que Deus quiser. Entreguemos em suas mãos o resultado de nosso trabalho, Ele sabe melhor do que nós o que estamos precisando.
Champagnat

A seu inteiro dispor, saudações amigas aos Padres Matricon e Besson.

2989 visits