Home > E-maristes > Champagnat > Letters of Champagnat > Carta de Marcelino - 247

 


 



 


Social networking

Marist Brothers

RSS YouTube FaceBook Twitter

 

Today's picture

Netherlands: Nijmegen

Marist Brothers - Archive of pictures

Archive of pictures

 

Latest updates

 


Calls of the XXII General Chapter



FMSI


Archive of updates

 

Marist Calendar

17 October

Saint Ignatius of Antioch
International Day for the Elimination of Poverty (UN)

Marist Calendar - October

Carta de Marcelino - 247

 

Br. Marcellin Champagnat
10/03/1839


In other languages
English  English  Español  Français  

Vai aqui um exemplo do empenho do Padre Fundador em acompanhar a vida espiritual dos Irmãos.
Como o Irmão Basin (carta no 144), o Irmão Avit acabava de fazer profissão, havia apenas cinco meses.
“Pélussin foi o meu primeiro estabelecimento, escreve o próprio Irmão Avit, nos seus Annales. Meu primeiro Diretor foi o Irmão Pie.
A carta que vamos ler é resposta do Padre Champagnat. Primeiro concede as licenças que o Irmão terá pedido e depois passa aos conselhos de ordem espiritual ou princípios de vida religiosa.
Em carta nenhuma deixava ele de dar orientações aos Irmãos, para animá-los na piedade e no exato cumprimento das obrigações.

V.J.M.
Notre Dame de lHermitage, 10 de março de 1839.
Meu caríssimo Irmão Avit,
Recebi suas duas cartas, cada uma em sua respectiva data, e não as esqueci. Desejaria dar-lhe a resposta seguinte: Concedo-lhe a licença de fazer a santa comunhão, como você está pedindo.
O pensamento da morte e da Paixão de Jesus Cristo é um meio excelente para rechaçar todo pensamento estranho e contrário à santa virtude. Outro bom meio para adquirir as virtudes religiosas, como você bem sabe, caro amigo, é a prática da santa presença de Deus, recomendada por todos os mestres da vida espiritual. Embora seja apenas um conselho para as pessoas do mundo, para os religiosos é um preceito. Exercite-se, pois, nesta prática, durante o resto da quaresma.
Deixo-o, meu caro Irmão, nos Sagrados Corações de Jesus e de Maria, e sou seu mui devotado servidor,
Champagnat

3171 visits